Mapa

no escuro inverno
o desejo flutua
sem mapa de navegação

a narrativa,
fóssil labiríntico incolor,
arquiteta o enterro dos signos.
...
Comentário em Ficções do Invisível

vôo solo

pensando ser pássaro,
de lugar alto
aterrisou na calçada

pensamentos espalhados
feito tijolos quebrados
os braços estendidos

olhos arregalados
sonhos interrompidos...
Deixe estar.

Tempestades virão.

E passaremos, incólumes ou não, pelas turbulências dos relacionamentos que desnudam nossas veredas, e revelam tanto nossas dores, fraquezas e amores, quanto a força de querer seguir adiante...

Sinopses são sinapses, aflitas para se expressarem, mesmo sem a certeza da síntese adequada.

...

Comentário em Ficções do Invisível de  Melanie Peter.

Derretidos

Atraídos pela luz feito mariposas,
os pensamentos derretem junto
com a parafina da vela.

Reféns da própria vaidade,
um fósforo acaba com tudo...

Enfim livres, na noite de veludo.


As pessoas param e olham, mas não me vêem, não falam comigo, nem me cumprimentam… Apenas meus adereços lhes interessam…

Talvez se elas me olhassem nos olhos, veriam o vazio de suas próprias vidas refletido, e sairiam gritando:


- Quero ser feliz! Quero ser livre! Quero viver!


*

People stop and look, but do not see me, do not talk to me or compliment me … Just my adornments interest them …
Perhaps if they looked in my eyes, would see the emptiness of their own lives reflected, and would go crying:

- I want to be happy! I want to be free! I want to live!



vazios . voids

abandono é desilusão
corpo cansado não alcança o terraço

a solidão preenche os vazios da caminhada
e sempre haverá encontros na calçada

(Inspiração em não abandones um velho amigo)

...

abandonment is disappointing
tired body does not reach the terrace

solitude fills the voids of the walk
and there will be meetings on the sidewalk

(Inspiration Do not abandon an old friend)
A melhor hora de ir é sempre a de ficar…

...

as flores da mente
viram lixo

e sobra da serpente
o capricho
Na falta de afeto,
predomina o concreto
e o Ser fica só e solto
no cotidiano revolto.
no sopro da vela apaga da chama a janela


coração
sem direção
dominou
a razão

segue
sem rumo
sem muro
sem ação


Sou um esperando aviões.
Na pista das embarcações perdidas, 
sou naufrágio esperando o canto da sereia.
Sou diário de areia soprando o amor.
...............................................
Brincando com as palavras em postagem de amiga no Tumblr

Palavras são pássaros d'Alma,
que em noite de lua calma
viram seres alados,
miram amores contados,
que apenas o beijo consegue tocar...
.............................................
Comentário em publicação O CAQUI por Bia Barbato

Caleidoscópio

O Amor, traz alegria 
junto com a dor.

Romances, 

tão coloridos, 
tão doloridos,
e cheios de nuances
.......................
Comentário inspirado na publicação Carta por Cris Tina, sábado, 23 de julho de 2011








Janela d'Alma

a cortina guarda a memória
cada lembrança uma história 

na bela tarde calma 
no olho a janela d'Alma  
contempla o tempo 

passado presente e futuro 
menino brincando 
no quintal sem muro
.............................
resposta para comentário de amigo no Flickr na mesma foto.

o arco-íris é o tesouro
no fim do pote de ouro.


a linha e o sonho . line and dream


o menino e a pipa
nos levam 
à novas nuvens

a linha alcança
o sonho invisível
...

boy and kite
lead us
to new clouds

the line reaches
the invisible dream


Encanto

Ruínas me contemplam
Enquanto eu me escombro


se...

se fica ou
se corre

de medo
cedo
se morre.

Na mira

meu ninja é um profeta
na mira dos mistérios

nos jogos da alma
do bom sai um demônio

que escreve um haikai
com a espada do samurai

meu profeta é um profano
do verbo insano
do verso arcano
do acerto que falha
no campo de batalha

Sinapses humanas

Creio 
que alguém 
nos ouve sim e 
pela sincronicidade
vamos formando as sinapses 

necessárias para as mudanças diárias
...
I think someone hears usyes
and by synchronicity
we're forming synapses
necessary for daily changes

Você vê os sinais?

do you see the signs? by ▲ Vi ▼
do you see the signs?, a photo by ▲ Vi ▼ on Flickr.
em toda parte,
há sinais,

em toda arte,
há portais.
no devaneio 
tudo se vai 
de onde veio

temo em ser alheio
tremo em ser meio

pasto e repasto
alga no lago

refugo nefasto
algo tão vago 

se há de vir
que há de ser?

se sempre foi 
o que não era? 
enquanto eternos
somos efêmeros
piscar de luzes?

ou

enquanto luzes
somos eternos
piscar efêmeros?

Alquimia

terra
fogo
água
ar

vida
surge
no
pomar

Enviar pensamentos de amor e gratidão às águas das usinas nucleares de Fukushima

CERIMÔNIA
..........................
31 de marco de 2011 (quinta-feira)
12:00 horas em cada fuso horário, em cada país

Por favor, diga a frase abaixo em voz alta ou em sua mente. Repita-a três vezes colocando as mãos juntas em posição de Oração. Por favor, ofereça sua Oração Sincera:

"Águas da central nuclear de Fukushima, lamentamos  fazê-la sofrer.
Por favor, perdoe-nos. Nós te Agradecemos, e nós te amamos . "
Muito obrigado de coração.”


Com amor e gratidão,
Eu Sou, Masaru Emoto
Mensageiro da Água

Por que ir de bicicleta? | Vá de Bike!

Por que ir de bicicleta? | Vá de Bike!
A maioria das pessoas estranha quem troca o carro pela bicicleta. Para muitos, parece irreal, excêntrico ou coisa de atleta. Alguns até chegam a ver uma ou outra vantagem, mas não poriam em prática. Talvez o fizessem se conhecessem todas as vantagens de usar a bicicleta em vez do carro particular ou do transporte público.

Para ajudar a entender “por que esse maluco faz isso todo dia” e, talvez, para ajudar a convencer mais pessoas a adotar esse hábito (para o bem de todos nós) eu resolvi relacionar aqui todas as vantagens em usar a bicicleta como meio de transporte.

Soledade

Na morte a ilusão da ausência,
Na essência a presença da Verdade.

Na saudade a força do Amor.
No silêncio, a transmutação da dor.


The play

the path of the train
follows the rhythm of the rain...
make no sense I know
but is that way I go
............................
12/03/11 06:01:51
comentário em foto no Flickr
Não vi quando da 
primeira vez morri

Se gostei não sei

Não aprendi se lembrei

da morte o que levei
.........................
comentário em Amor e Ponto
Pesado
é o fardo
d'alma vazia

Que em busca
de prazer

só encontra
agonia

Eu Sou o que Eu Sou... I am what I am...

Minha foto

"Quem somos nós? Só convivendo para saber. A Verdade se descortina a cada momento e a cada encontro surgem novos caminhos."